Archive 2018

RAID – Redundant Array of Independent Disks

Provavelmente você já deva ter escutado sobre o tema RAID mas, como, quando e qual modelo aplicar para o seu cenário?

Falarei um pouco sobre o assunto para tentar esclarecer e ao fim para que possa apoiá-los à tomar a melhor decisão.

Afinal, o que é o RAID?

Como o nome diz, Redundant Array of Indenpendent Disks, o RAID é um Array de discos, que ajuda você a obter uma melhor performance de I/O ou então ter uma redundância dos seus discos, podendo ser ativo de forma espelhada ou o que chamamos de stripping para “junção” dos discos.

Neste post, comentaremos apenas sobre 2 tipos de RAID’s, são eles “RAID 0 – Stripping”, “RAID 1 – Mirroring” mas, existem outros como o RAID 5 – que faz a paridade de discos, muito bom para ser aplicado em storages.

Para identificação, como falado anteriormente, são utilizados os termos, “RAID 0 – Stripping”, “RAID 1 – Mirroring”

RAID 0 – Stripping:

No striping, ou distribuição, os dados são subdivididos em segmentos consecutivos (stripes, ou faixas) que são escritos sequencialmente através de cada um dos discos de um array, ou conjunto. Cada segmento tem um tamanho definido em blocos. A distribuição, ou striping, oferece melhor desempenho comparado a discos individuais, se o tamanho de cada segmento for ajustado de acordo com a aplicação que utilizará o conjunto, ou array.

Há problemas de confiabilidade e desempenho. RAID-0 não terá desempenho desejado com sistemas operacionais que não oferecem suporte a busca combinada de setores. Uma desvantagem desta organização é que a confiança se torna geometricamente pior. Um disco SLED com um tempo médio de vida de 20.000 horas será 4 vezes mais seguro do que 4 discos funcionando em paralelo com RAID 0 (admitindo-se que a capacidade de armazenamento somada dos quatro discos for igual ao do disco SLED). Como não existe redundância, não há confiabilidade neste tipo de organização.

Vantagens:

  • acesso rápido as informações
  • custo baixo para expansão de memória.

Desvantagens:

  • caso algum dos setores de algum dos HDs venha a apresentar perda de informações, o mesmo arquivo que está dividido entre os mesmos setores dos demais HDs não terão mais sentido existir, pois uma parte do arquivo foi corrompida, ou seja, caso algum disco falhe, não tem como recuperar;
  • não tem espelhamento;
  • não é usada paridade.

RAID 1 – Mirroring

É o nível de RAID que implementa o espelhamento de disco, também conhecido como mirror. Para esta implementação são necessários dois discos ou mais. O funcionamento deste nível é simples: todos os dados são gravados em discos diferentes; se um disco falhar ou for removido, os dados preservados no outro disco permitem a não descontinuidade da operação do sistema.

Vantagens:

  • caso algum setor de um dos discos venha a falhar, basta recuperar o setor defeituoso copiando os arquivos contidos do segundo disco;
  • segurança nos dados (com relação a possíveis defeitos que possam ocorrer no HD).

Desvantagens:

  • custo relativamente alto se comparado ao RAID 0;
  • ocorre aumento no tempo de escrita;
  • Tem espelhamento;
  • não é usada paridade.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/RAID

Caso você precise saber o como implementar estas features, entre em contato com a WEICOM, sabemos o como podemos ajudá-lo ou então, caso você saiba como fazer e não tem o Hardware necessário, nós também podemos lhe ajudar, entre contato através do nosso telefone ou e-mail a seguir:

(11) 4994-5723

contatowei@outlook.com

Cuidados e manutenção preventiva em computadores garantem bom desempenho

O CanalTech realizou um artigo citando os ganhos de produtividade que uma empresa pode ter ao realizar uma manutenção preventiva em seus equipamentos.

Para que tenham ciência, recomendamos a leitura a seguir:

A manutenção física de um computador é tão importante quanto a manutenção do sistema para garantir o bom desempenho da máquina. Manter as máquinas desligadas por um longo período, sem uma prevenção adequada, pode danificar os equipamentos. Os principais problemas são decorrentes da umidade que causa a oxidação dos componentes metálicos – em cidades litorâneas o risco pode ser ainda maior devido à proximidade com o mar.

Segundo o analista de sistemas Edivaldo Santos, diretor da GS Tecnologia, o cobre a as ligas metálicas que contêm cobre, como o latão e o bronze, quando expostos ao ar úmido se oxidam lentamente e acabam ficando cobertas por uma crosta esverdeada chamada de zinabre. “Depois que o zinabre se forma, ele impede a passagem da corrente elétrica, interrompendo a comunicação e comprometendo o funcionamento das placas de computadores. Além disso, a corrosão dos eletrodos pode unir dois componentes, provocando curto-circuito na máquina”, explica.

É importante fazer um check-up completo das máquinas da empresa, alerta Santos. De acordo com Edivaldo, alguns produtos podem ser aplicados para diminuir a incidência de oxidação. “Também é importante manter seu PC sempre limpo, tanto por dentro quanto por fora”.

Na manutenção preventiva, é feita uma limpeza física no equipamento, com substâncias específicas para cada componente, e limpeza lógica, que inclui a verificação e atualização do sistema operacional, atualização de antivírus e das ferramentas. “Às vezes a máquina está funcionando, mas está suja fisicamente. Se ficar parada e exposta à maresia, pode parar de funcionar de um dia para o outro”, explica Santos.

De acordo com o analista da GS Tecnologia, uma manutenção simples e periódica pode evitar um prejuízo da ordem de R$ 1 mil por máquina. “A partir de uma semana parada, a máquina pode começar a dar problemas. Tudo vai depender da localização da máquina, tempo de vida útil e de falta de manutenção”, explica.

Para evitar que isso acontece a você ou a sua empresa, nós separamos algumas dicas para manter a sua máquina conservada:

  • Computadores equipados com placa-mãe com componentes banhados a ouro são mais seguros. Se a máquina for afetada por zinabre, esta não irá afetar a placa-mãe, pois as chances de corrosão desse tipo de metal são menores;
  • Não deixar o computador no chão, principalmente se está no nível da rua, onde a máquina fica mais suscetível à poeira e à umidade;
  • Evite colocar coisas em volta dos computadores (livros, bolsa, vasos). Isso faz com que a máquina receba menos ar frio e gere mais ar quente, sobrecarregando os capacitores, que podem estufar;
  • Evite comer e beber enquanto trabalha no computador, principalmente se for um notebook. Os restos de comida e bebida podem danificar a placa-mãe e, nos casos dos notebooks, pode ser que não haja mais peça de reposição, levando-o a perder o equipamento;
  • Quando os computadores forem ficar desligados por um longo período, deixe-os em um lugar fresco e sem umidade.